quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Jornalzinho da escola

Carrinhos, games, desenhos, Dragon Ball e TV, lembram a condição de vida melhor: a infância.
O garoto da rua de cima, ao ver o noticiário da TV, no qual falava sobre expedições, viagens para o nordeste e apresentava a beleza das praias, das mulheres, o sol que rachava, ficou deslumbrado com aquilo tudo.
Quem disse, que lá, só há beleza? Onde está a realidade? “As aves que aqui gorjeiam (no sudeste), não gorjeiam como lá”.
O jornalista que fazia a matéria, talvez não tivesse noção dela, pois apresentava todos aqueles pontos belos – praias, mulheres, vida boa, de modo que lá só havia isso, era as “mil maravilhas”.
A formação de opinião, para o garoto, foi o elemento fundamental de sua escolha no futuro, pela faculdade de jornalismo. Ele percebeu que poderia apresentar a realidade como ela é, apesar das adições que ele pudesse fazer para enfatizar seus pontos de vista. Mesmo com a imparcialidade que conheceria no 1º período.
Hoje o moleque cresceu, tomou seu posto no jornalzinho da escola e se diverte escrevendo, desbravando opiniões. Daqui a 5 anos a faculdade o espera.

Crônica criada na oficina de redação da aula de Língua Portuguesa – Prof. Érika Mayrink, falando sobre a profissão de jornalista, escolha, futuro e outros mais.

4 comentários:

  1. Eu adorei seu texto. Acho que vou postar o que eu fiz na aula de Erika também ;D

    ResponderExcluir
  2. Nem vou postar o meu. Os de vocês ficaram ótimos. O da Ariane então, perfeito! haha...
    O meu eu nem li de vergonha. kkk.
    Beijo, Joelminha Rafa!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog e pelo texto. Muito bom analisar a escrita reflexiva nos diversos assuntos abordados... Qualquer dia quero postar aqui tb... vlw...

    ResponderExcluir
  4. Rafael...
    Adorei o seu blog!

    EU também tenho um, mas nunca posto nada...
    acho que vc me animou....srsrssrsr...!!!

    Assim que ele estiver em dia te falo!
    Vou te seguir e vc me segue!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir