quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Eleições 2010

Eleições = talvez o menos pior




      Iniciada a campanha política de 2010, vários candidatos entram na corrida para cargos de deputado (estadual ou federal), governador, senador e presidente da república. Quantos cargos, não? Quantos representantes nós temos, pagos pelo nosso mísero (próspero) dinheiro público.

    A função destes candidatos é principalmente a nossa representação, mas me pergunto: será que eles sabem disso? Ou estão lá pelo estatus que gera? Ou pelo salário e vantagens que não são poucos? Creio que o povo brasileiro precisa de pessoas ousadas, corajosas para defender os interesses da sociedade como um todo.

    Minha formação e hoje meu pensamento, às vezes vai de encontro ao que escrevi, pois creio sempre que no fundo do poço há uma saída, ao invés de cavar para baixo, é necessário se esforçar para subir, mas hoje no Brasil temos que exercitar o nosso voto escolhendo o menos pior, fazendo uma seleção de qualidades e defeitos nos seus projetos.

    Quero na presidência da república uma pessoa que entenda do Brasil, defenda a vida e a liberdade de expressão religiosa. Simples, não é? Que nada, candidato que aceita defender a vida tem que ter peito, porque precisará enfrentar a grande indústria de morte espalhada por aí; “O Brasil é um país laico e não ateu” (um dos candidatos à presidente) espero que seja verdadeiro isso, e que nós cristãos não soframos, num dos países mais cristão do mundo, com a cristofobia.




Continuo acreditanto no papai noel, na utopia socialista, mas acreditar em político, poucos na lista entram. =/

eita disputa!