segunda-feira, 10 de outubro de 2011

50 Questões sobre o ~ AMOR ~ III

 

E as discussões...
E os conflitos?

   

          Que diriam vocês de um casal que não tivesse a menor discussão? Não perguntariam qual dos dois teria absorvido o outro?
          A diferença entre o homem e a mulher é de tal forma extraordinária, que permite, através de uma abordagem diferente das coisas, um enriquecimento mútuo, desde que percamos tempo escutando um ao outro e tentando nos compreender: troca de pontos de vista, discussões, às vezes sérias, mas que ajudam o amor a crescer para um maior conhecimento.

carre Claro que - e todos sabemos disto, mesmo os que não são casados - pode acontecer que alguém esteja de tal forma apegado às suas idéias e empenhado em as impor, que não esteja nada disponível para escutar o outro. É então que se dá mal! Nenhum assunto é tratado de forma profunda, sem que se acrescente umas pequenas sentenças irônicas ou de condenação... Porque todos esses comentários inofensivos ferem o outro, uma vez que eles não o respeitam. E nós vamos reagir segundo os nossos diferentes temperamentos: explodindo, fechando-nos no mutismo ou na amargura, contra-atacando.
O amor vai para a guerra... O medo e a desconfiança tentam tomar lugar.
Guardar no seu coração amargura ou rancores, ficar remoendo o seu desentendimento, eis o veneno para o amor.
A doença é grave, mas não é mortal...

carre[1] O tratamento? Decidir acabar com os maus sentimentos e por vezes parar com as interpretações da imaginação. "Eu quero tentar continuar a te amar", dizia uma menina à sua irmã caprichosa. Esta decisão de amar de novo, de reabrir o seu coração ao outro, de o acolher e de o aceitar tal como ele é, de o ver com um olhar novo, é o que chamamos perdão. Não é apagar o passado como se ele não tivesse existido, mas é, apesar do passado, recomeçar com uma esperança e uma força novas. "Peço-te perdão por todas as vezes em que não o fiz desde que nos casamos (ou seja, em 20 anos, nunca)". Foi como se nós tivéssemos nos casado de novo, contava a senhora, o nosso casamento reencontrou a vida.
Em todas as vidas, há conflitos. Pelo perdão, eles podem, em vez de matar o amor, contribuir para fazê-lo crescer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário